PR CAR Automóveis > Uncategorized > Porshe Taycan: Alma elétrica num desportivo de classe única

Porshe Taycan: Alma elétrica num desportivo de classe única

05/09/2019 / Comentários0 / 61 / Uncategorized
Facebook It
Tweet It
Pinterest It
Google Plus It

Num momento histórico para a Porsche, a marca alemã apresentou o seu primeiro desportivo elétrico, o Taycan, modelo que faz a ponte entre o passado e o futuro com duas motorizações, a mais potente com 761 CV de potência para a versão Turbo S. Estreia sistema elétrico de 800 volts, o dobro dos sistemas elétricos usualmente utilizados e conta com uma autonomia WLTP de até 450 quilómetros.

A marca alemã não olhou a meios para dar a conhecer ao mundo o seu primeiro automóvel 100% elétrico, após muitos anos de desenvolvimento e de muita antecipação em torno deste conceito de desportivo equipado com uma bateria de alta performance, com uma capacidade de 93.4 kWh, para a qual o sistema de 800 volts é essencial na tarefa de carregamento rápido, que lhe permite acumular até 100 quilómetros em apenas cinco minutos de carga (até 270 kW de carregamento).

Sob a égide de uma nova era, Oliver Blume, CEO da Porsche, declarou a sua visão de que em 2025 um em cada dois modelos vendidos da marca serão eletrificados, dando assim continuidade à transformação da Porsche para um universo elétrico, conectado e sustentável. Neste sentido, o Taycan assume-se como o esteio dessa mesma viragem, fazendo uso de tecnologia de ponta para o seu desenvolvimento.

Neste aspeto, duas versões, curiosamente evocativas do passado histórico da companhia de Estugarda: a Turbo tem motorização de 500 kW (600 CV) e a mais potente, a Turbo S, com uma potência de 560 kW (761 CV), com esta última a oferecer ainda intempestivos 1050 Nm de binário.

Com estes valores, a aceleração dos zero aos 100 km/h cumpre-se em 2,8 segundos e os zero aos 200 km/h em lestos 9,8 segundos. Já o menos potente Taycan Turbo completa o exercício dos zero aos 100 km/h em 3,2 segundos. A velocidade máxima, constante, é de 260 km/h para ambos os modelos. O Turbo S tem uma autonomia até 412 quilómetros e o Turbo uma autonomia até 450 quilómetros (de acordo com o ciclo WLTP em ambos os casos).

O tempo para carregamento de cinco a 80% SoC (state of charge) é de 22,5 minutos, em condições ideais de carregamento, e a potência máxima de carregamento (pico) é de 270 kW, como já atrás foi mencionado. O Taycan também pode ser carregado em tomadas domésticas, aqui até 11 kW em corrente alternada (AC).

Chassis dinâmico

Ambos os modelos agora apresentados contam com tração integral proporcionada pela aplicação de dois motores elétricos síncronos permanentes, um por eixo, o que beneficia a motricidade e a autonomia. Além disso, numa disposição que permite poupar espaço e peso, o motor elétrico, a transmissão e o inversor são combinados num compacto conjunto motriz.

Inovadora é a caixa de duas velocidades instalada no eixo traseiro, numa solução desenvolvida pela Porsche ao longo dos últimos anos e que chega agora ao mercado com o Taycan. A primeira velocidade oferece ao Taycan uma aceleração ainda maior a partir da posição estática, enquanto a segunda velocidade, com uma relação mais longa, assegura uma elevada eficiência e reservas de potência. Isto aplica-se também a altas velocidades. Há ainda modos de condução que alteram o perfil dinâmico do Taycan. No total, são quatro, indo do mais eficiente ‘Range’ ao mais desportivo ‘Sport’, tendo pelo meio o modo ‘Normal’ e o ‘Individual’ que permite configuração por parte do condutor.

O facto de ser elétrico representou também um desafio para a Porsche no capítulo dinâmico. A afinação do chassis, trabalhada para replicar com rigor os princípios desportivos da marca, mas também a noção de conforto, fez-se com um sistema de controlo do chassis ligado centralmente, o Porsche 4D Chassis Control, que analisa e sincroniza todos os sistemas em tempo real.

Incluídos estão os sistemas de suspensão adaptativa com tecnologia de três câmaras incluindo controlo eletrónico do amortecimento PASM (Porsche Active Suspension Management), assim como sistema de estabilização eletromecânica da carroçaria Porsche Dynamic Chassis Control Sport (PDCC Sport) incluindo o Porsche Torque Vectoring Plus (PTV Plus). Nota, ainda, para a elevada competência do sistema de regeneração de energia decorrente das desacelerações: até 265 kW de potencial energia recuperada. De acordo com a Porsche, os testes de condução demonstraram que aproximadamente 90% da travagem no dia-a-dia é efetuada apenas pelos motores elétricos – sem ativação dos travões hidráulicos das rodas.

Habitáculo tecnológico

O habitáculo assinala o início de uma nova era, assente na premissa da conectividade e da digitalização. Ambiente minimalista em que o painel de instrumentos flutuante e curvo é o ponto mais alto do tablier. O ecrã do sistema de infoentretenimento tem 10.9 polegadas, podendo receber como opção um ecrã para o passageiro, formando uma faixa integrada em vidro com o visual de um painel em preto.

Todas as interfaces de utilizador foram completamente redesenhadas para o Taycan. O número de controlos físicos clássicos como botões e interruptores foi consideravelmente reduzido. Por outro lado, o controlo é inteligente e intuitivo – usando os controlos táteis ou a função de controlo por voz, a qual responde ao comando “Hey Porsche”.

Com o Taycan, a Porsche oferece, pela primeira vez, um interior sem pele. Os interiores feitos a partir de um inovador material reciclado sublinham o conceito sustentável deste automóvel desportivo elétrico. Estão disponíveis dois compartimentos para bagagens: o dianteiro tem uma capacidade de 81 litros e o traseiro de 366 litros.

O Turbo S, que será o topo de gama, terá um preço de 192.661€, enquanto o Turbo será vendido com um custo base e 158.221€.

Versões menos potentes destes modelos de tração integral surgirão ainda este ano. A primeira derivação a ser adicionada será o Taycan Cross Turismo, no final do próximo ano. Em 2022, a Porsche terá investido mais de seis mil milhões de euros em mobilidade elétrica.

FICHA TÉCNICA
PORSCHE TAYCAN TURBO
SISTEMA MOTRIZ: Dois motores elétricos (um por eixo) de síncrono permanente, vetorização do binário; bateria de 93.4 kWh
POTÊNCIA: Até 460 kW (625 CV); Até 500 kW (680 CV) em Launch Control
BINÁRIO: 850 Nm
SUSPENSÃO: Pneumática adaptativa com molas de três câmaras de ar, inclui suspensão ativa PASM
TRANSMISSãO: Integral elétrica com controlo de tração (PTM)
DIMENSÕES (C/L/A): 4963 mm/1966 mm/1381 mm
DISTÂNCIA ENTRE EIXOS: 2900 mm
ACELERAÇÃO 0-100 KM/H: 3,2s
VELOCIDADE MÁXIMA: 260 km/h
PESO: 2305 kg
PREÇO: 158.221€

PORSCHE TAYCAN TURBO S
SISTEMA MOTRIZ: Dois motores elétricos (um por eixo) de síncrono permanente, vetorização do binário; bateria de 93.4 kWh
POTÊNCIA: Até 460 kW (625 CV); Até 560 kW (761 CV) em Launch Control
BINÁRIO: 1050 Nm
SUSPENSÃO: Pneumática adaptativa com molas de três câmaras de ar, inclui suspensão ativa PASM
TRANSMISSÃO: Integral elétrica com controlo de tração (PTM)
DIMENSÕES (C/L/A): 4963 mm/1966 mm/1378 mm
DISTÂNCIA ENTRE EIXOS: 2900 mm
ACELERAÇÃO 0-100 KM/H: 2,8s
VELOCIDADE MÁXIMA: 260 km/h
PESO: 2295 kg
PREÇO: 192.661

 

In Motor24

UMA AJUDA PARA ENCONTRAR O SEU CARRO?

CONTACTE-NOS
Compare List
OBTER COTAÇÃO